Sobre

A saga do espermatozóide

A ciência contábil está inserida em universos complexos, permeia os aspectos humanos, sociais, meio-ambientais, financeiros, econômicos e políticos.

A saga do espermatozóide pretende demonstrar, em uma dimensão mais profunda, as dificuldades  de ingresso em um programa  de mestrado ou doutorado em  contabilidade no brasil.  É uma forma de crítica social acadêmica, inspirada nas respostas sociais às insatisfações humanas dos últimos séculos.

Quanto à seleção para o ingresso, consideramos um plano de barreiras: inúmeros pré-requisitos os que o candidato deverá ter. Diferentemente na espanha, os pré-requisitos são mais condizentes,   por isso consideramos  um plano de acesso.

A utopia limitada, não é a opereta que estreou em londres  em outubro  de 1893, uma   crítica à lei vitoriana que favorecia as grandes empresas limitadas (act 1862), beneficiava os investidores e prejudicava a sociedade.

Neste pôster, a utopia limitada significa a expectativa frustrada de um sonho de difícil realização por parte de muitos potenciais mestres e doutores em contabilidade.

O resultado numérico é esse:

Técnicos em contabilidade 191.575
Graduados em contabilidade 219.036
Mestres em contabilidade      2.381
Doutores em contabilidade          191

Fonte: anpcont mestres e doutores titulados (dados de 31.12.2009)

Porém, há outras perdas que são incontáveis. Como podemos contribuir para mudar tal situação?

A academia deve ser um espaço libertário das capacidades humanas. Através dela podemos sair da posição de pensadores do sistema estabelecido e penetrar no mundo dos saberes comprometidos com as possibilidades humanas, sociais e ambientais sustentáveis. Essa é a verdadeira função de todas as ciências e por que não da ciência contábil.